Estrupadores  atacam em Governador Valadares

 

Segundo a delegada, as duas vítimas contaram que o homem que fez as abordagens aparenta ter 30 anos e é alto, magro, negro e usava camisa de malha branca. O que conduzia aparenta ter 50 anos, é baixo, grisalho e usava uma camisa social. “Em nenhum momento afirmaram tratar-se de um Celta. Apenas que o carro é preto e possui calha de chuva”, explica a delegada, desmentindo os boatos e fotos de um Celta que circulam pelas redes sociais.

Segundo a delegada, o pânico que se instalou na cidade e os compartilhamentos pelas redes sociais dos supostos estupradores, vítimas e veículo têm trazido transtornos e atrasos para as investigações. “Quando jogam nas redes a tendência é os dados começarem a se perder”, avisa. Na Delegacia Especializada de Valadares tramitam 200 inquéritos de estupro, entre eles estão estupros de vulneráveis - vítimas com menos de 14 anos.


Assustado o supervisor procurou a Polícia Civil na tarde desta terça-feira (28), acompanhado pelo advogado Pedro Liberato. “O carro dele é apenas similar e ao contrário do noticiado, tem quatro portas e roda de liga leve, é novo. A vida do Kleidson corre risco, a sua família está amedrontada e o seu patrimônio ameaçado”, diz o advogado contando que deboches, xingamentos e ameaças chegam de vários lugares pelas redes sociais.

“Espero que as mesmas pessoas que fizeram os compartilhamentos e divulgaram a imagem dele tenham dignidade e o mesmo empenho para desfazer a bobagem que fizeram”, disse o advogado que prometeu processar todos os envolvidos no escândalo. Kleidson preferiu não falar com a imprensa.

Estupros

A adolescente de 16 anos foi abordada por volta das 10 horas do último domingo (26) quando passava próximo a uma passarela que liga o bairro Carapina à Rua Sete de Setembro, no Centro. Como reagiu e gritou muito, os dois estupradores desistiram dela e fugiram. Menos de uma hora depois a PM recebeu novo chamado, desta vez da adolescente de 17 anos que havia sido estuprada.

A jovem contou à PM que seguia a pé para a casa do namorado no bairro São Tarcísio quando foi abordada, dominada e jogada dentro do carro. O estupro teria sido praticado pelos dois homens e ocorrido dentro do carro numa região de chácaras no bairro Capim. Ela foi abandonada na Rua Moacir Paleta, no retorno para o Centro. A adolescente foi levada ao Hospital Municipal onde recebeu atendimento médico.

Desde domingo a PM e a Polícia Civil trabalham para identificar e prender os estupradores. Sobre o carro, supostamente um Celta preto – as imagens foram captadas por internautas e distribuídas nas redes sociais.

Fonte: Hoje em Dia